Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10782/538

Title: Transição para a vida independente de jovens com deficiência : políticas públicas e práticas de gestão familiar
Authors: Rando, Belén
Madureira, César
Silva, Matilde Gago da
Baptista, Conceição
Anjos, Cláudia
Keywords: Jovem com deficiência
Young person with disability
Inclusão social
Social inclusion
Apoio familiar
Family support
Vida independente
Independent life
Políticas públicas
Public policies
Issue Date: 2011
Abstract: Na transição para a vida adulta, após a saída do sistema de ensino, os jovens constituem-se como um grupo vulnerável aos apoios (ou falta deles) para que possam ter uma real integração na sociedade. Esta realidade torna-se mais evidente para os jovens com deficiência, que geralmente encontram numerosos obstáculos em consequência da interacção das suas limitações funcionais com outros factores, nomeadamente os condicionantes ambientais (físicos e sociais) e as características individuais. Para eles, a organização familiar revela-se num elemento crucial no preenchimento das suas necessidades, especialmente no caso de jovens com deficiência severa que precisam de assistência de uma terceira pessoa para levar a cabo as actividades da vida diária (i.e. higiene pessoal, alimentação, tarefas domésticas, assistência fora de casa, no trabalho e no lazer). O propósito da presente comunicação é apresentar os resultados parciais do estudo “Transição para a vida independente de jovens com deficiência: políticas públicas e práticas de gestão familiar”, que está a ser desenvolvido pela Unidade de Investigação e Consultoria (UNIC) do Instituto Nacional de Administração (INA, I.P.) em colaboração com a associação Pais-em-Rede (PER). Consoante o Modelo Biopsicossocial, subjacente à Classificação Internacional da Funcionalidade, Incapacidade e Saúde – CIF (OMS, 2001), e de acordo com o Paradigma da Vida Independente e com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, o objectivo central desta investigação é avaliar a adequação da política portuguesa para a inclusão dos jovens com deficiência que saem do sistema educativo, em função das necessidades destes e das suas famílias. Com esse intuito, esta investigação está a desenvolver-se em duas fases. Numa primeira fase, após a revisão da literatura e da legislação portuguesa, foram identificadas as medidas políticas adoptadas, bem como as entidades centrais e locais envolvidas na implementação das mesmas, onde actualmente estão a decorrer entrevistas semi-dirigidas aos diversos representantes. Numa segunda fase, será efectuado um levantamento de informação sobre as famílias com jovens portadores de deficiência que já saíram do sistema educativo e sobre as práticas de gestão familiar na perspectiva da inclusão social destes jovens e da sua preparação para a vida independente. Este levantamento será efectuado, em primeiro lugar, utilizando a técnica de focus group com famílias nestas circunstâncias. Posteriormente, será levado a cabo um inquérito por questionário de âmbito nacional às famílias com jovens portadores de deficiência que já saíram do sistema educativo.
Description: Apresentação realizada no Colóquio "Olhares sobre os Jovens em Portugal: saberes, políticas, acções", a 2 de junho de 2011.
URI: http://hdl.handle.net/10782/538
Appears in Collections:A5 - Apresentações / Comunicações

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Transição para a vida independente de jovens c deficiencias.pdfApresentação285.9 kBAdobe PDFView/Open
Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 
© 2011 Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas
    Divisão de Biblioteca, Arquivo e Edições
    Repositório de Administração Pública
    Os menus e textos foram escritos ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico
ina.pt | Biblioteca / CDE | INA editora | Catálogo Web | Feedback